O beijo é uma das formas mais importantes de conexão

  • por
Marinheiro beijando enfermeira na segunda guerra

O beijo é uma das formas mais importantes de conexão. Nele colocamos sentimentos, desejos e intenções. Um beijo pode representar amor, carinho, afeto, respeito, paixão. Pode ainda representar lealdade, humildade e reverência.

No latim, beijo significa toque dos lábios.

História (fonte: Wikipédia)

Os mais antigos relatos sobre o beijo remontam a 2500 a.C., nas paredes dos templos de Khajuraho, na Índia. Diz-se que na Suméria, antiga Mesopotâmia, as pessoas costumavam enviar beijos aos deuses. Na Antiguidade também era comum, para gregos e romanos, o beijo entre guerreiros no retorno dos combates.

Era uma espécie de prova de reconhecimento. Aliás, os gregos adoravam beijar. Mas foram os romanos que difundiram a prática. Os imperadores permitiam que os nobres mais influentes beijassem seus lábios, e os menos importantes as mãos. Os súditos podiam beijar apenas os pés. Eles tinham três tipos de beijos: o basium, entre conhecidos; o osculum, entre amigos; e o suavium, ou beijo dos amantes.

Na Escócia, era costume o padre beijar os lábios da noiva ao final da cerimônia. Acreditava-se que a felicidade conjugal dependia dessa benção. Já na festa, a noiva deveria beijar todos os homens na boca, em troca de dinheiro. Na Rússia, uma das mais altas formas de reconhecimento oficial era o beijo do czar.

No século XV, os nobres franceses podiam beijar qualquer mulher. Na Itália, entretanto, se um homem beijasse uma donzela em público, era obrigado a casar.

Dia do Beijo

O beijo é um símbolo de afeto tão importante que é comemorado em dois dias do ano: dia 13 de abril e 06 de julho.

Beijo na boca, uma explosão de hormônios.

Quando duas pessoas se beijam com suas línguas há uma troca de saliva. Num beijo heterossexual a língua do homem compartilha com a da sua companheira de testosterona (hormônio que aumenta o desejo sexual e que está ligado à paixão amorosa). Nesse momento o corpo começa a liberar oxitocina (responsável pela sensação de êxtase e felicidade), que favorece a intimidade com o outro e que faz com que surja o apego. Essa mistura de hormônios ganha um poderoso aditivo: as endorfinas, que acrescentam sensação de prazer e bem-estar.

O resultado é a diminuição dos níveis de cortisol – a queda é especialmente rápida nas mulheres –, um hormônio liberado pela tensão acumulada nas fases prévias ao beijo e provoca o relaxamento de todos os músculos. O processo continua após o beijo e a experiência entra em nossa memória episódica, que é a que arquiva os fatos vividos e as sensações que nos produziram, podendo relembrá-los sem que isso dependa de nossa vontade.

Benefícios do beijo

REDUÇÃO DE DORES: O beijo é capaz de estimular o cérebro, pois ajuda na liberação de endorfina, criando a sensação de bem-estar. Isso acontece porque ao beijar ocorre a dilatação dos vasos sanguíneos, podendo diminuir as dores de pessoas que sofrem principalmente com doenças inflamatórias, como artrites, fibromialgia, problemas musculares, entre outras.
COMBATE O ESTRESSE: Beijar é uma excelente alternativa para combater o estresse, tristeza, depressão ou ansiedade, diminuindo a necessidade de tomar remédios. Um estudo realizado pela neurocientista americana Wendy Hill testou o efeito do beijo em uma pesquisa envolvendo 15 casais, divididos em dois grupos. Metade dos casais deveriam se beijar, enquanto a outra metade não poderia trocar carícias. Uma análise de sangue e de saliva dos participantes mostrou que o nível de cortisol, relacionado ao estresse, diminuiu consideravelmente no primeiro grupo, e o nível de oxitocina, hormônio relacionado ao prazer, aumentou ou se manteve estável.
PREVINE DOENÇAS CARDIOVASCULARES: Beijar pode tirar o fôlego, ajudando a oxigenar o sangue e, consequentemente melhorando a frequência cardíaca. Além disso, atua no combate ao estresse, uma das principais causas de doenças relacionadas ao coração.
ANTIRRUGAS: Assim como a massagem facial ajuda a melhorar o aspecto da pele, beijar também funciona como um exercício. É capaz de movimentar até 30 músculos ao mesmo tempo, ou seja, é um ótimo remédio antirrugas.
ACELERA O METABOLISMO: Beijar ajuda na queima de calorias. Isso acontece não apenas por causa do esforço físico, mas também pelas questões emocionais envolvidas. Através do aumento significativo dos batimentos cardíacos, o beijo chega a queimar de duas a seis calorias por minuto.
FORTALECE A IMUNIDADE: O beijo consegue movimentar secreções hormonais que atuam no aumento das defesas naturais do nosso organismo. Além disso, a mistura de salivas funciona como uma espécie de vacina natural, nos imunizando contra germes.
ALIVIA OS SINTOMAS DA ALERGIA: Esse benefício é para quem sofre com as alergias que vem e vão durante as estações do ano. O beijo estimula a produção de histamina, substância que alivia e previne os principais sintomas dessas alergias, como espirros e congestão nasal. Se você sofre com esses sintomas, beijar pode ser uma boa saída.
BENEFÍCIOS PARA A SAÚDE BUCAL: Pode causar espanto, mas pesquisas indicam que ao beijar transmitimos cerca de 40 mil bactérias para a outra pessoa. Mas fique tranquilo, essas bactérias normalmente são inofensivas, e são recebidas pela defesa natural de nosso corpo. Outro motivo para beijar mais, é que o beijo estimula a produção de saliva, que ajuda a eliminar os microrganismos que fazem mal a boca, causando placas, cáries e outros tipos de doenças bucais.

Tipos de beijo

O Kama Sutra descreve 30 tipos diferentes de beijo. Separei aqui os que eu considero mais interessantes…

Nominal: Um dos amantes toca a boca do outro com os lábios, sem fazer mais nada.
Palpitante: Durante o beijo nominal, um dos amantes movimenta o lábio inferior, mas não o superior.
Toque: Um dos amantes toca os lábios do outro com a língua, fecha os olhos e coloca suas mãos nas do outro.
Direto: Os lábios dos dois amantes entram em contato direto. Apenas os lábios, com a boca fechada.
Inclinado: O selinho (Beijo Direto), mas os amantes devem estar com as cabeças inclinadas.
Voltado: Um dos amantes volta o rosto para o outro, segurando a cabeça e o queixo do outro enquanto se beijam.
Pressionado: O lábio inferior é pressionado com muita força pelos dedos do amante. Há ainda o beijo “muito pressionado”, quando o lábio inferior é agarrado pelo amante entre dois dedos e depois pressionado com o lábio.
Beijo do Lábio Superior: O amante beija o lábio superior do outro e o amado, por sua vez, beija seu lábio inferior.
Agarrado: Um dos amantes toma ambos os lábios do outro entre os seus. Mas atenção há uma regra extra: só homens sem bigode podem dar esse beijo.
Beijo que Acende o Amor: Acontece quando um amante contempla o outro adormecido e o beija (não necessariamente nos lábios).
Que Distrai: É quando se beija o amante enquanto ele está trabalhando, olhando para outra pessoa ou quando estão brigando.
Que Desperta: Ao chegar em casa tarde da noite, o homem beija a amante que está dormindo.
Revelador de Intenção: Beija-se o reflexo da pessoa amada num espelho, na água ou na parede.
Demonstrativo: Quando o homem beija os dedos das mãos (quando a mulher estiver de pé) ou dos pés (quando ela estiver sentada) em um local público. Ou quando a mulher se deita no colo do amante e beija suas coxas ou o dedão do pé.
Sem Pressa: A chave é prestar total atenção no corpo do outro. Quanto mais controle você tiver e mais se concentrar em acariciar e beijar cada canto do corpo, mais intensa será a sensação de prazer para ambos.

E agora, quer saber os tipos de beijo que as mulheres não gostam e de quebra aprender aquele beijo de tirar o fôlego? Corre lá no canal do Youtube que eu te ensino tudo num vídeo super legal !