Orgasmo Seco

  • por
Casal feliz na cama

Na cultura atual há um entendimento errôneo sobre o orgasmo e a ejaculação, onde a maioria das pessoas acham que o homem atinge o orgasmo quando ejacula. Alguns homens apresentam o que chamamos de orgasmo seco, onde há a chegada ao clímax, porém sem que ocorra a ejaculação. Para os homens que desconhecem o caso, a situação pode ficar um tanto embaraçosa, pois a parceira, que pode não saber o que está ocorrendo, entende que se o homem não ejaculou é porque não houve orgasmo, gerando situações de constrangimento e insatisfação.

E justamente, pela mesma cultura citada, muitos homens que têm o orgasmo seco não buscam ajuda para entenderem o que ocorre. Geralmente, os homens buscam soluções para problemas como a ejaculação precoce, mas acabam negligenciando outras ocorrências que poderiam melhorar a vida sexual e despertar para o prazer.

Visão fisiológica

Para facilitar o entendimento, vamos deixar duas definições:

● O orgasmo é a sensação de prazer intensa alcançada pela excitação sexual.

● A ejaculação é a eliminação do sêmen pela uretra. Após atingir o orgasmo, o líquido seminal é liberado, finalizando o momento de ereção. Dai a associação do orgasmo com a ejaculação.

Com estas duas explicações, fica entendido que o orgasmo seco é o alcance do prazer sem que haja a ejaculação. Do ponto de vista fisiológico, isto pode ocorrer devido a alguns tipos de medicações, tratamentos para câncer, perda da bexiga ou próstata, dentre outros fatores. Quando o homem não expele o líquido seminal, este é reabsorvido pelo organismo. Na verdade, não há indícios que o orgasmo seco possa trazer problemas de saúde, porém, para o homem que busca a paternidade, pode ser um obstáculo para que ocorra a fertilização.

Em alguns casos, geralmente em homens mais jovens que conseguem manter uma ereção por um tempo maior e alcançar o clímax várias vezes, o orgasmo seco pode ocorrer ao final do ato sexual, considerando que houve uma repetição de ereção e ejaculação e o líquido seminal foi totalmente expelido neste processo.

Problemas como infecções urinárias frequentes, micção noturna mais intensa e outros problemas de saúde como hiperplasia prostática e diabetes podem ocasionar o orgasmo seco. A idade também pode influenciar, como no caso de homens a partir de 40 anos que apresentam esta condição.

Visão tântrica

Como vimos anteriormente, o orgasmo seco não é propriamente uma disfunção, mas pode ser enquadrado como um assunto tabu, onde a falta de conhecimento gera mitos sobre o fato. Da mesma forma que um homem pode alcançar o clímax sem ejaculação, ele também pode ejacular e não ter orgasmo.

O Tantra permite a utilização da energia sexual, altamente poderosa, para despertar prazer e sensações nunca antes sentidas. Ele auxilia no aproveitamento máximo desta energia para proporcionar prazer, bem-estar e autoconhecimento a quem o pratica.

E dentre os vários benefícios oferecidos pelo Tantra, está o orgasmo seco. Como vimos acima, após atingir o clímax, ocorre a ejaculação e o fim da ereção. Logo concluímos que ao ejacular, a probabilidade de um homem ter um novo orgasmo é mínima, principalmente considerando que a mulher pode ter múltiplos orgasmos. A massagem tântrica auxilia o homem a controlar sua ejaculação, permitindo que ele possa ter vários orgasmos e experimentar sensações e prazeres diferentes com sua parceira. Uma vez finalizado totalmente o ato sexual, o homem ejacula e finaliza a ereção. Isto proporciona um controle muito maior do indivíduo sobre seu corpo, dando liberdade para uma experiência sexual muito mais satisfatória, sem que haja preocupação com questões fisiológicas.

Orgasmo seco não é tabu

A sociedade ainda tem muitas restrições e cuidados ao falar sobre sexo, pois incutido na cabeça das pessoas que sexo é basicamente para fins de reprodução, e de bônus, ele também causa prazer. Com esta concepção, há o mito de que os homens têm que demonstrar um desempenho satisfatório na cama e satisfazer ao máximo sua parceira. E isto gera barreiras sobre o conhecimento da potencialidade da energia sexual e também inibição, principalmente por parte dos homens, sobre assuntos relacionados ao sexo e algumas possíveis disfunções. E o orgasmo seco acabou entrando no rol de assuntos desconhecidos e não falados.

A comunicação entre os parceiros deve ser plena, e entre casais, assuntos relacionados ao sexo não podem ser considerados tabu. E muitas vezes, a insatisfação por parte de um dos cônjuges ocorre simplesmente por falta de conversa e conhecimento sobre o que ocorre.

O Tantra auxilia a trajetória do ser por um caminho de autoconhecimento, sensações únicas, prazer e descoberta do próprio corpo. E esta descoberta do corpo facilita a identificação de problemas fisiológicos que possam ocorrer e também os pontos que devem ser trabalhados pela energia sexual. Além disso, estreita os laços de carinho e cumplicidade entre os casais, que aprendem a respeitar as limitações do outro e buscar o prazer sobre uma outra perspectiva, experimentando sensações que fortalecem o campo psicológico.

No caso do orgasmo seco, ambos parceiros são apresentados ao conhecimento sobre como e em que casos essa situação ocorre e também aprendem a tirar proveito da ocasião e desfrutar de novas experiencias que trarão união, cumplicidade e prazer intenso. O Tantra não só quebra mitos e barreiras impostos pela sociedade em relação ao sexo, mas também apresenta uma nova ótica do potencial da energia sexual e os benefícios que ela proporciona não só ao corpo, mas também à mente.

Tem duvidas sobre este assunto? Deixe nos comentários. Se gostou deste artigo e acha que pode ser útil para alguém, compartilhe em suas redes sociais.