Toda mulher já fingiu o orgasmo em algum momento da vida, e várias são as razões.

  • por
Mulher fingindo orgasmo

Toda mulher já fingiu o orgasmo em algum momento da vida, e várias são as razões.

De acordo com uma das pesquisas mais recentes, publicada em novembro de 2019 feita pela Archives of Sexual Behavior, 58,8% das participantes – 1.008 mulheres americanas heterossexuais entre 18 e 94 anos – disseram ter fingido o orgasmo ao fazer sexo com um parceiro. Dessas, 3% disseram ter feito isso ocasionalmente. E 55% a reconheceram como uma prática frequente.

Mas porque fingimos ?

Essa é uma pergunta que não tem uma fácil resposta…

– A insegurança com a aparência pode levar a mulher a fingir. Embora os homens nos lembrem constantemente que não se preocupam com quilinhos a mais ou celulites, para algumas mulheres eles são exterminadores de orgasmo. Essa preocupação com o corpo desconecta –as das sensações, dificultando o orgasmo. E como ele não vai acontecer mesmo, seja para não magoar o parceiro ou para não perder tempo, é mais fácil e rápido fingir. Será?

– Muitas fingem também por gostarem do parceiro, apesar dele ter um repertório sexual limitado. Eu o amo, mas o sexo é péssimo, não quero terminar, logo finjo e me conformo com uma vida sexual quase lá…

– Há ainda as que fingem por medo de serem trocadas por seus parceiros. Afinal, eles podem encontrar alguém mais jovem e bonita. Fingindo alguns orgasmos podem ser consideradas boas de cama pelos seus parceiros e “afastar” a concorrência.

– O trauma das primeiras relações também pode ser um fator, crescemos acreditando em fogos de artifício e relações shakespearianas. Quando a realidade não corresponde à realidade ou mesmo uma frase errada ou comparações, podem nos levar ao padrão de fingir.

– O cansaço também é uma das causas principalmente entre as mulheres casadas e com filhos. A rotina casa, marido, filhos e trabalho faz com que muitas mulheres optem por fingir o orgasmo para  acabar logo e dormirem.

– Referências, filmes pornô, relatos de amigas, levam algumas mulheres a acreditarem que o orgasmo deve ser rápido e escandaloso. Com dó pela “demora” do seu tempo, não querendo “incomodar” seus parceiros, preferem fingir.

– Desconhecimento do próprio corpo. Muitas mulheres não conhecem nada sobre seu corpo, seus genitais e suas sensações. Muitas sequer saber o que é ou onde fica o clitóris. Conhecer nosso corpo é fundamental!

O problema é que a mulher começa fingindo uma vez, achando que a próxima vai ser diferente e sem que perceba, está fingindo por toda a vida, criou-se um padrão. E pior, esse padrão causa frustração e como consequência a diminuição do desejo.

Homens também fingem

Várias pesquisas indicam que, embora em menor grau, eles também fingem. Uma pesquisa feita com 1.400 pessoas da marca de produtos eróticos Bijoux Indiscrets, analisou que 21,2% dos homens já simularam o orgasmo (em comparação com 52,1% das mulheres). E 8,4% disseram que fingem quase sempre (em comparação com 11,8% das mulheres).

Como mudar essa situação?

Primeiro devemos entender que temos o direito de ter um orgasmoe não o dever de termos um orgasmo. Em algum momento, porque eu não estou focada nas minhas sensações ele pode não acontecer.

Conhecer seu corpo é essencial! Para que você entregue-se as sensações, fique à vontade com seu parceiro e possa mostrar à ele o que você gosta ou não na hora do sexo. Explorar seu corpo sozinha e chegar ao orgasmo por si te ajudam a romper esse padrão. Mas lembre-se, o orgasmo é uma consequência do desejo e não uma obrigação.

E o desejo se alimenta da satisfação de desejos anteriores. A questão é a seguinte: mais prazer, mais desejo. Portanto, se você não obtém satisfação, seu desejo de ter relacionamentos diminui e, se alguém é negligenciado, acaba sem ter vida sexual.

E por fim converse com seu parceiro, explique como seu corpo funciona, que às vezes o orgasmo não vem porque você está cansada ou preocupada… Vi uma frase outro dia que eu adorei, e você pode usar com seu parceiro: Sexo não é Namastê para fazer por gratidão.

Ou seja, não faça sexo se não quiser apenas para agradar. Agora se essa “preguiça” persistir e você quer realmente mudar o padrão de fingir, busque ajuda. Marque uma sessão. Vamos juntas tirar suas dúvidas e descobrir uma nova mulher!